Denervação Facetária com Radiofrequência

Denervação Facetária com Radiofrequência

Tratamento de dor e Denervação Facetária com Radiofrequencia

 

A radiofrequencia é usada na medicina há décadas, funcionando como uma fonte controlável e segura de energia térmica (calor), que serve para coagular, destruir, lesionar ou reprogramar nervos ou estruturas que causem dor. Sua utilização é simples e segura, sendo realizada com o paciente acordado, sob anestesia local. A radiofreqüência é aplicada através de uma agulha especial (eletrodo), colocada no alvo escolhido sob controle de raios-X.

A radiofrequencia pode ser usada em casos de dor com origem em diversas articulações, nervos ou outras estruturas da coluna. Embora ela não cure a lesão, pode aliviar alguns tipos de dor crônica, seja destruindo pontos dolorosos, seja bloqueando ou reprogramando nervos lesionados.

Denervação Facetária

É a utilização mais comum da radiofrequencia na coluna. Uma das possíveis causas de problemas na coluna é o desgaste das articulações facetárias, que pode se manifestar na forma de dores localizadas e rigidez.

Na denervação facetária, os eletrodos lesionam os pequenos nervos das articulações facetárias desgastadas, bloqueando a transmissão da dor. Como os nervos lesionados não tem nenhuma outra função de sensibilidade ou movimento, a técnica é muito segura e pode ser repetida se a dor retornar depois de algum tempo.

 

DÚVIDAS MAIS COMUNS SOBRE RADIOFREQUÊNCIA

O que é radiofrequência? Como ela funciona na dor?

A radiofrequência (RF) é um tipo de onda eletromagnética que gera calor e campos eletromagnéticos.

Nos tratamentos de coluna, utiliza-se o calor gerado pela onda de RF para lesionar nervos que estejam envolvidos na transmissão ou geração de dor. A diferença da RF para outras fontes de aquecimento é que a RF é totalmente controlável, sendo possível programar perfeitamente a temperatura, o tempo de aplicação, a área por onde o calor se espalha, e assim por diante.

Dúvidas mais comuns sobre radiofrequência.jpg

Como são os procedimentos com radiofrequência?

Eles consistem em posicionar uma agulha especial (eletrodo) sobre o nervo que se queira lesionar e ligar essa agulha a um gerador de RF, que vai fazer o aquecimento da agulha. O local de colocação do eletrodo e a quantidade de calor utilizado dependem da patologia que se esteja tratando.

Quais os riscos do uso da radiofrequência?

Por ser totalmente controlável, o uso da RF é muito seguro. Além da energia liberada ser totalmente programável conforme se deseje, os geradores de RF permitem a realização de testes para confirmar a posição e funcionamento dos eletrodos antes de aplicar a energia.

Em que situações o tratamento com radiofrequência pode ser aplicado?

A RF destrói ou desativa nervos que transmitem sinais dolorosos, impedindo que eles cheguem ao cérebro. O tratamento é mais usado em casos de dor cervical ou lombar por artrose, ou dor articular sacroilíaca. Geralmente realiza-se antes bloqueios anestésicos de teste para confirmar que a interrupção do nervo vai reduzir a dor.