Dor nas costa, incluindo atletas

Causas comuns de dor nas costas, incluindo lesões atléticas.

Neste artigo, o Centro de Cirurgia da Coluna, do Dr. Ernani Abreu, localizado em Porto Alegre, explica mais sobre as causas mais comuns de dor nas costas. 

Dor nas costas e sintomas relacionados estão entre as segundas queixas médicas mais frequentes, ficando atrás apenas do resfriado.  

Nos Estados Unidos, a ocorrência ao longo da vida de dor nas costas atinge aproximadamente 80% da população, sendo a maior prevalência na faixa etária de 45 a 64 anos.

No Brasil, a dor lombar é uma condição que pode atingir até 65% das pessoas anualmente e até 84% das pessoas em algum momento da vida. Entretanto, esses valores podem estar subestimados uma vez que menos de 60% das pessoas que apresentam dor lombar procuram por tratamento.

História Natural

Na realidade, a história natural da dor lombar aguda é muito favorável e o mesmo se aplica à ciática (uma inflamação do nervo ciático, caracterizada por dor e sensibilidade na coxa e na perna).

  • 60% recuperam em 1 a 3 semanas;
  • 90% recuperam em 6 a 8 semanas; 
  • 95% recuperam em 12 semanas.
  • Causas graves de dor lombar (por exemplo, câncer) são incomuns (menos de 1%).

Mecanismos

O aparecimento de dor lombar aguda na maioria das vezes é o resultado de danos devido a má postura excessiva e prolongada, um estilo de vida sedentário e condicionamento inadequado. Estresses aparentemente triviais, como curvar-se, espirrar ou tossir podem produzir uma hérnia de disco quando sobrepostos ao desgaste crônico. Pessoas em estilo de vida sedentária têm um alto risco de hérnia de disco.

Durante a flexão que ocorre com a posição sentada, a pressão intradiscal é maior e o disco exerce pressão sobre a área mais fina e menos suportada do ligamento de suporte conhecido como o anel fibroso.

Como resultado, o disco pode herniar. A lombalgia mecânica pode ser definida como dor secundária ao uso excessivo de uma estrutura normal (distensão muscular), dor secundária a lesão ou deformidade de uma estrutura anatômica (hérnia de núcleo pulpar).

A dor lombar mecânica é geralmente agravada pelo carregamento estático da coluna (sentado ou em pé prolongado), atividades longas com alavanca (por exemplo, aspiração) ou posturas com alavanca (inclinação para frente). É facilitada quando a coluna é equilibrada por forças multidirecionais (por exemplo, caminhada) ou quando a coluna é descarregada (por exemplo, reclinada). 

As condições mecânicas da coluna vertebral, incluindo tensão nas costas, hérnia de disco, doença de disco, osteoartrite e estenose espinhal são responsáveis por até 98% dos casos de dor nas costas.

Tratamentos da dor lombar

A história, estilo de vida e o exame físico do paciente são o primeiro passo na avaliação e tratamento da dor lombar. Com base nessas informações e diretrizes específicas, os raios X podem ser solicitados; no entanto, nem todo paciente com dor lombar requer radiografias. Como a história natural da lombalgia é favorável, a maioria dos pacientes pode iniciar uma terapia inicial e geralmente bem-sucedida sem o benefício de radiografias, tomografia computadorizada ou ressonância magnética. Embora a avaliação radiográfica possa identificar alterações anatômicas na coluna lombar, estudos mostraram que estas podem se correlacionar de forma insatisfatória com a presença da gravidade da lombalgia.

O médico deve reunir todos os dados clínicos, formular um diagnóstico e um plano de tratamento com base em todas as informações coletadas. O médico não quer intervir em cirurgias inapropriadas, nem ignorar a possibilidade de uma complicação grave associada a uma desordem mecânica (síndrome da cauda equina) ou uma causa secundária de dor nas costas (malignidade); o último pode ser identificado na história e no físico por certas “bandeiras vermelhas”.

A maioria dos pacientes irá melhorar com atividade física controlada, fisioterapia, medicamentos anti-inflamatórios não-esteroides e não-aditivos, em pacientes apropriados, relaxantes musculares. A intervenção cirúrgica é reservada para o paciente que não apresentou melhoras na terapia conservadora e tem sintomas e sinais inegáveis (ciática) associados a distúrbios mecânicos (hérnia de disco) que podem ser corrigidos por intervenção cirúrgica.

A dor lombar crônica é um transtorno complexo que deve ser gerenciado com uma abordagem multidisciplinar que abranja os aspectos físicos, psicológicos e socioeconômicos da doença. Felizmente, a dor lombar crônica afeta apenas uma pequena porcentagem dos pacientes.

Prevenção

Obesidade e tabagismo correlacionam-se desfavoravelmente com dor lombar e podem afetar negativamente a progressão desse distúrbio. A aptidão física geral se correlacionará favoravelmente com a recuperação da dor lombar e o retorno ao trabalho. Treinamento, educação e intervenção ergonômica podem reduzir a incidência de distúrbios nas costas.

 O atleta competitivo e a maioria dos indivíduos que se exercitam regularmente, mantendo um nível de preparo físico, são menos propensos a lesões e problemas na coluna lombar devido à força e flexibilidade das estruturas de apoio. Essas estruturas incluem forte suporte muscular abdominal e lombar para-espinhal e músculos flexíveis glúteos e isquiotibiais.

Problemas envolvendo a coluna lombar são raros em atletas e representam menos de 10% das lesões relacionadas ao esporte. Esportes como ginástica, esportes de futebol e tênis apresentam maior incidência de problemas associados à coluna lombar relacionados a torções repetitivas e movimentos de flexão. A maioria das lesões é pequena, autolimitada e responde rapidamente ao tratamento conservador. A incidência de problemas na coluna lombar com o condicionamento e a técnica adequados é importante.


Está tendo problemas na coluna ou sente incômodos ?

Contate o Dr. Ernani Abreu e agende uma consulta, clicando aqui.


Agende sua consulta

Dr. Ernani Abreu
Centro da Cirurgia de Coluna

LIGUE AGORA

(51) 3230-2728

(51) 995012728


EMAIL
ATENDIMENTO@CIRURGIADACOLUNA.COM.BR

ENDEREÇO

CENTRO CLÍNICO MÃE DE DEUS
RUA COSTA, 30 - SALA 603, BAIRRO MENINO DEUS
PORTO ALEGRE / RS

ATENDEMOS CONVÊNIOS E PARTICULAR

PLANOS ATENDIDOS: UNIMED, BRADESCO, SUL AMÉRICA, IPÊ , SAÚDE PAS, CABERGS, SAÚDE CAIXA , ASSEFAZ , BACEN , AFISVEC, AGEMED , AJURIS.

Segmento Pesquisas